Contrato de aluguel simples

5 motivos para ter um contrato de aluguel

Quer entender a importância e como conseguir emitir um contrato de aluguel simples e fácil? Vamos lá:

Primeiramente, quando falamos em alugar diretamente do proprietário, muitas pessoas pensam em negociações que não são muito seguras ou sérias. Este não é o caso, pois a Lei do Inquilinato protege e garante tanto os proprietários quanto os inquilinos. No entanto, desconsiderar o uso de um contrato pode ser prejudicial.

O fato é que, como a linguagem jurídica de um contrato é difícil de entender, a leitura e o entendimento se tornam complicados. Portanto, com o objetivo de promover esse entendimento e processo, a Mellro explica e propõe soluções de forma clara e prática.

Vamos entender o porquê e como emitir um contrato eficiente?

 

Comprovar uma relação de aluguel

O primeiro motivo importante sobre ter um contrato de aluguel é que ele comprova uma ligação entre o proprietário e o morador. Assim, ele indica quem está alugando e quem está cedendo o aluguel, garantindo os direitos, deveres, compromissos, responsabilidades e diretrizes da Lei do Inquilinato. Dessa mesma forma, é útil que ambas as partes tenham uma cópia do documento em mãos para consultar quando quiserem ou acharem necessário.

Acordos e detalhamentos

Outra situação importante é o registro de todos os acordos e detalhamentos feitos na negociação do aluguel. Deve estar escrito no contrato o que foi combinado entre o inquilino e o proprietário e tudo relacionado ao imóvel. Por exemplo:

  • O preço do aluguel;
  • O imposto IPTU;
  • O condomínio (se houver); 
  • Descrições dos móveis;
  • Descrição da estruturação;
  • O estado de conservação da residência.

Nesse sentido, dados importantes também devem ser registrados, como: a data e os meios de pagamento, os dados dos participantes, eventuais reparos necessários antes da entrada do imóvel e vistoria de entrada.

Assim, também é essencial estar escrito todos os direitos e deveres do dono e do morador, detalhes sobre multa, o processo de rescisão do contrato e a garantia escolhida.

Para ver todos os pontos necessários de um contrato, você pode encontrar clicando aqui.

Veja a documentação necessária para ter um contrato de aluguel simples

Comprovante de residência

O contrato de aluguel também serve como um comprovante de residência para o morador. Esse documento é importante para diversos processos, como matrículas, inscrições, trabalho, atendimentos etc. Eventualmente, você pode vir a precisar do contrato para para atualizar o endereço de moradia em situações cadastrais de correspondências, por exemplo.

Esclarecer a garantia

Antes de mais nada, a garantia tem por objetivo assegurar o recebimento do proprietário em caso de não pagamento ou atraso. O método de garantia pode ser caução, fiança ou até mesmo sem garantia, e deve estar especificado no contrato de locação.

Em resumo, a caução é um adiantamento no valor de 1 a 3 meses de aluguel. Por outro lado, o seguro fiança garante o recebimento das dívidas com o proprietário pela seguradora. Essa opção é a que possui a melhor relação custo-benefício, pois o custo é acessível e geralmente vem acompanhado da cobrança do aluguel. Além disso, dependendo da seguradora contratada, o seguro tem outras vantagens como assistência jurídica e reparos.

Prazo do aluguel

O prazo do aluguel é importantíssimo. De acordo com a Lei do Inquilinato, é determinado um prazo de aluguel de pelo menos 30 meses. Além disso, é obrigatório que o morador cumpra no mínimo 12 meses de ocupação. Isso se dá pela possibilidade do locador pedir o imóvel de volta. Entenda:

Com um prazo menor de 30 meses, quando chegar ao final do contrato o e o inquilino não tiver interesse em sair do imóvel, o contrato continuará por tempo indefinido. Por causa disso, o dono só poderá pedir o imóvel de volta após 5 anos seguidos de aluguel. 

Por outro lado, com um contrato com prazo igual ou superior a 30 meses, ao final desse tempo, se o inquilino quiser continuar no imóvel e o proprietário permitir, a locação continua por tempo indeterminado. Contudo, caso o proprietário necessite pedir o imóvel ao final do contrato ou algum tempo depois, ele poderá fazer sem qualquer impedimento e o inquilino terá um prazo de 30 dias para a desocupação. 

Por isso, é importante estabelecer e deixar claro o prazo de aluguel no contrato para não haver maiores desentendimentos. 

Para saber mais detalhes sobre prazos e consequências, você pode conferir acessando aqui.

Emita o seu contrato de aluguel simples e fácil

Como emitir um contrato de aluguel simples e fácil?

Com a Mellro, você consegue emitir um contrato de aluguel simples e fácil. Sendo assim, pensando no conforto e na segurança do cliente, a Mellro se preocupa com todos os detalhes e etapas do processo de negociação e locação de um imóvel direto com o dono. 

Para realizar a emissão, é simples! Você pode  fazer pelo site.

Basta você seguir os passos:

1- Negociar com o proprietário ou inquilino;

2- Revisar todos os dados e propostas;

3- Assinar eletronicamente;

4- Pronto, começar a alugar!

Sem complicações, sem burocracia e sem necessidade de autenticação em cartório por meio da assinatura eletrônica.

Quer gerar seu contrato de aluguel? Clique aqui e faça agora!

 

Gostou desse conteúdo? Acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro!



QUER RECEBER MAIS CONTEÚDO?



Compartilhe este conteúdo!
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Artigos Relacionados

Contrato de aluguel com o proprietário
Contrato de aluguel com o proprietário

O contrato de aluguel direto com o proprietário pode ser bem mais simples...

Contrato de aluguel residencial
Contrato de aluguel residencial

O contrato de aluguel residencial é um documento fundamental para quem quer alugar...

Deixe seu comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Adicionar comentário: *

Name *

Email *

Website